16 de março de 2014

Cap. Quinze


Só três comentários? Iria postar uma maratona, mas fiquei triste.... Comentem galera, parece que não estão gostando... E obrigada pelos que estão comentando e sempre estão comigo seguindo a história.

Joe chegou à mansão já era noite, estava esgotado, muito cansado, quando entrou na sala Selena e Miley levantaram ansiosas e assustadas.
_E aí?_ Selly perguntou
_Nada._ Joe falou de cabeça baixa, seus olhos estavam vermelhos e ele se sentia o pior homem da face da terra, com nenhum pingo de esperança mais.
_Ai meu Deus, onde essa garota foi se meter?_ My perguntou nervosa, estava com o coração nas mãos.
_Calma, ainda falta o Henri._ Nick falou.
_Estou aqui._ Henri falou entrando.
_E aí?_ Joe perguntou curioso._ Nada?_ Perguntou ao ver a cara de Henri já ficando desanimado.
_Não._ Henri falou o olhando de cara feia.
_Tem certeza que vocês cassaram em todos os lugares possíveis?_ Drake perguntou.
_Espera._ My falou._ Alguém procurou na estufa?
_Não._ Joe falou esperançoso.
_Já._ Henri falou._ Já fui lá e... Nada._ Joe o olhou nervoso. Quer dizer que ele sabia onde esse lugar ficava._ Sempre nada, nós todos já procuramos em todos os lugares e nada. Tudo por sua culpa, se não gostava dela, então por que se casou?
_Eu amo ela ok.
_Quem ama não trai.
_Olha aqui..._ Joe respirou fundo, virando e ficando de costas pra Henri passando a mão nos cabelos nervoso.
_Gente, por favor, De novo não._ Selena pediu apavorada, todos estavam apavorados.
_Demi._ Joe falou já chorando novamente. Sentou no sofá e escorou os cotovelos na perna._ Ela tem que está em algum lugar, eu preciso saber onde ela está, precisamos conversar, não pode ficar assim.
_Quer saber... Eu vou embora._ Henri falou._ Vem comigo My?_ Miley olhou pra Selena que olhou apreensiva pra ele. My o olhou novamente balançando a cabeça confirmando.
                Os dois saíram da casa sem nem falar nada, Selly até pensou em falar alguma coisa, mas resolveu ficar quieta, precisava ficar do lado do irmão, mesmo estando errado. Seus pais já estavam na cama e nem fazia a mínima ideia do que estava acontecendo.
_Joe se você quiser podemos passar essa noite aqui com você e amanhã continuar procurando._ Kevin falou.
_Seria ótimo._ Joe falou passando a mão no rosto para limpar as lágrimas que escapavam. Joe nunca havia se sentido assim, nem mesmo quando Sabrine fora embora e o deixara. Ele estava sem chão, nunca sentira algo nem parecido. Isso era o amor, ou melhor, a parte ruim do amor. Kevin, Nick e Drake apenas olharam o estado do amigo, ele estava acabado. Selly se sentou ao lado de Joe e o abraçou.

                Henri parou o carro, já havia deixado My em sua casa que era ali perto. Ele saiu do carro vagarosamente, estava nervoso, frustrado, sem esperança... Não estava com vontade de fazer nada muito rápido, só queria chegar em casa e descansar fisicamente, por que sabia que sua mente não iria parar de pensar em Demi, onde ela poderia estar. Quando olhou pra varando, viu uma garota sentada na escada, e ele sabia muito bem quem era, seu coração pulsou forte e rápido se enchendo de esperança.
_Demi._ sussurrou pra si mesmo quase chorando deixando seus ombros caírem, o nervosismo passando. Ele correu até a garota que o olhava triste com os olhos avermelhados e inchados. Ela sim estava acabada, com toda certeza pior que Joe. Ele correu até ela e se ajoelhou a abraçando forte. Ela nem tinha mais força, apenas deixou que ele a aconchegasse, lhe desse colo, conforto, esperança de que um dia tudo melhorasse._ Demi... Você não sabe o quanto nós te procuramos._ Demi tentou rir, tentando fazer com que fosse uma piada, mas não conseguiu.
_Ele também?_ Perguntou com a voz chorosa, manhosa, num sussurro. Henri apenas balançou a cabeça confirmando.
_Como não pensei em vir te procurar aqui._ Henri falou saltando uma risada sem ânimo._ Demi, vamos entrar, precisamos conversar.
_Não, por favor... Nada de perguntas por hoje._ Demi falou o empurrando de leve.
_Não é nada de perguntas... Na verdade quero te falar umas coisas._ Demi franziu o cenho.
_Ok então._ Falou se levantando com dificuldade, estava sentada ali por muitas horas e estava um frio muito forte, então ela havia ficado encolhida por muito tempo.
                Os dois entraram na enorme casa que ficara muito tempo sem que ninguém entrasse ali. Fazia muito tempo em que Demi não entrava ali, na verdade anos.
_Nossa que saudade que eu estava dessa casa._ Demi falou a olhando de cima a baixo. Henri apenas riu._ Ela ficou tanto tempo sem ninguém, como conseguiu limpar ela tão rápido? É tão grande.
_Avisei uns amigos meus que estava voltando, uns amigos que continuei tendo contato do colegial, então quando cheguei, eles me ajudaram a limpar a casa e arrumar diretinho, demorou, mas está aí. Não te chamei por que queria fazer surpresa já que ia se.... Você sabe._ Falou se virando e ficando de costas pra Demi.
_Você pretende ficar morando aqui, por que essa casa é tão grande pra você.
_Bom... Quero ficar com essa casa, tenho muitas memórias aqui boas, e quando meus pais quiserem vir me visitar, o quarto deles está aqui._ Ele falou.
_Eu também gosto muito desse lugar, quero morar aqui pra sempre._ Demi falou olhando pra ele e rindo em fim._Então... O que queria falar?
_Érr... Demi, eu queria te dizer que sempre vou estar do seu lado ok. Eu... Eu te amo muito.
_Eu sei. Você  até tentou abrir meus olhos, falando pra não confiar muito em Joseph, mas como sou tão inocente achei que o conhecia melhor que ninguém e ainda por cima te ofendi achando que era ciúmes de sua parte... Perdoa-me.
_Para Demi. Você não deve me pedir perdão. Quero te dizer que aquele dia fui falar com você por que... Por que eu vi Joseph com a garota, vi os dois se beijando.
_O que?_ Demi perguntou com os olhos vermelhos arregalados.
_Demi eu vi eles dois, por isso fiquei tão nervoso e queria fazer de tudo pra você enxergar que ele não era o cara certo...
_Por que não me falou?_ Sua voz saiu baixa, como um sopro, como se fosse difícil sua voz sair naquele exato momento. O olhava com um olhar triste.
_Já era tarde, você estava apaixonada por ele...
_E você só me deixoueu levar as coisas muito mais a serio...
_Eu não queria ser o causador de seu sofrimento, sabia que um dia iria descobrir...
_Assim, só fez com que eu sofresse mais, não entende?
_Demi, por favor. A culpa não é minha._ Henri chegou perto dela e Demi desviou se sentando no sofá perplexa.
_E preciso de um tempo._ Ela falou sem conseguir olhá-lo.
                Talvez ele não tivesse culpa. Na verdade o único culpado de tudo era Joseph, mas Henri ficou sabendo de tudo e mesmo assim, deixou que eles consumassem o casamento. Demi não sabia mais o que fazer, estava com a cabeça doendo muito, o coração estava partido em mil pedaços. Não aguentava mais. Ela não precisaria de mais um inimigo e sim de amigos em uma hora dessas.
_ Me desculpe._ Henri falou novamente vendo lágrimas escorrerem pelo rosto da garota.
_Ta tudo bem. Eu te entendo, faria o mesmo se estivesse em seu lugar._ Demi falou com o coração doendo, menos que antes, mas ainda doía.
                Os dois ficaram calados, Demi respirava fundo, Henri a observou e percebeu seu estado. Sim, ela estava cansada.
_Demi. Você pode dormir aqui. A casa é grande, tem muitos quartos, posso arrumar um deles pra você.
_Obrigada._ Foi tudo que Demi conseguiu dizer.
_Vou pegar uma camisa e uma calça minha pra você, Ok._ Demi apenas o olhou com um sorriso grato.
_Você é um anjo!

                Demi apareceu no quarto de Henri com suas roupas e com um sorrisinho vergonhoso, segurando suas mãos nervosamente e Henri riu, ela ficava linda assim, se lembrava dela desse mesmo modo a anos atrás... Ah! Ela não mudou muito, mais essas mudanças percebe-se de longe. Suas curvas, seu rosto, o cabelo... Tudo. Tudo dela o atraía mais.
_Bom saber que minhas roupas ficam melhor em você do que em mim._ Demi riu sem graça.
_Nada a ver. Obrigada, estou muito confortável.
_E seu quarto? Quer ficar com aquele que lhe mostrei?
_ na verdade, tem um mais perto?_ Demi perguntou o olhando sem graça ficando levemente vermelha.
_Tem um aqui do lado, mas achei que queria ficar com um grande e confortável.
_Não me importo com o tamanho, na verdade quanto menor melhor, não gosto de ficar sozinha em um quarto muito grande.
_Ok!_ Henri falou._ Então vou lá arrumar.
_É só me dar às coisas que eu arrumo.
_Não, nem pensar.
_Então vamos os dois.

                Demi estava em seu quarto deitada, mas não conseguia dormir, o dia que havia passado não saía de sua cabeça a deixando completamente atordoada a noite inteira. Se sentia cansada, mas quando seus olhos se fechavam não conseguia cair em sono profundo, apenas pensava em coisa que não queria que a fazia abrir os olhos rapidamente, lágrimas de vez em quando caía... Demi não podia acreditar que aquilo estava acontecendo com ela, era como se nunca tivesse acontecido, tivesse sido apenas um sonho que ela acordou logo em seguida percebendo que nada havia mudado, mas na verdade havia sido pior, não era um sonho, tudo aconteceu e desmoronou na sua frente.
                Demi ficou assim até ver que o sol ameaçava sair, então sentiu que sua mente estava cansada de se torturar e acabou dormindo,dormindo como uma pedra, seu coração não doía e ela não sentia nada, a melhor parte de seu dia terrível.
                Henri acordou cedo, fez sua higiene matinal e se trocou, depois passou no quarto de Demi para vê-la e ficou feliz quando viu que ela dormia feito um anjo, resolveu deixá-la descansar e então desceu as escadas e foi para cozinha arrumar algumas coisas para que eles pudessem lanchar... Quando arrumou uma mesa descente ouviu batidas na porta da frente, franziu o cenho, Quem poderia ser? Será que haviam descoberto que Demi estava ali? Não, só ele sabia, talvez fosse Miley. Ele correu até a sala e abriu a porta encontrando uma Selena sem jeito do outro lado.
_Selly?_ Perguntou surpreso.
_Érr... Oi._ Ela sorriu pra ele sem jeito._ Érr... Perguntei para algumas pessoas onde ficava sua casa e não foi difícil descobrir.
_Ah! Entra._ Ele falou e ela entrou._ Bom, eu estava indo lanchar, quer me acompanhar?
_Claro. Não sou acostumada a acordar cedo, então quando acordei meu lanche não estava na mesa._ Selly falou indo pra cozinha com ele e Henri apenas riu._ Nossa que mesa recheada._ Selly falou ao ver a mesa que Henri havia preparado.
_É. Então vamos aproveitar._ Ele falou puxando uma cadeira para que ela pudesse se sentar e Selly o fez sorridente.
_Bom, primeiramente quero dizer que estou aqui por que fiquei muito preocupada com você._ Henri a olhou com o cenho franzido_ É que você saiu ontem de casa tão nervoso, você e meu irmão... Bem, quero também te dizer que Joe foi errado sim, mas ele ama Demi...
_Não, ele não ama, quem ama não é capaz de fazer aquilo que ele fez.
_Sabrine é uma coisa seria na vida de Joe, eles dois se gostaram muito no passado, mas Joe percebeu que quem ele gosta mesmo é Demi, só que Sabrine também é uma amiga e... A coisa é seria Henri, não tem como explicar só com simples palavras.
_Você pode falar o que quiser, nada vai mudar minha opinião sobre seu irmão.
_Ok!_ Selly falou respirando fundo._ Mas e você? Está bem?
_Estou._ falou apenas e Selly levantou uma das sobrancelhas estranhando, ontem ele estava tão mal, com tanta raiva, por que ele estava parecendo mais tranquilo? Talvez teve uma boa noite de sono. Não isso era impossível. Ele estava mal de verdade.
_ Ai que dor de cabeça._ Selly virou a cabeça rapidamente ao ouvir aquela voz e seus olhos viram sua resposta. Seus olhos se arregalaram acompanhado de Henri e Demi._Se... Selly?
_Ai meu Deus!_ Selly levantou da cadeira assustada._ Então é isso. Você fingiu que não havia a encontrado, você escondeu ela.
_Não... Não é nada disso._ Henri se levantou rapidamente também._ Quando vim embora a encontrei aqui. Não sabia.
_Como se não tivesse imaginado né._ Falava com raiva.
_Por incrível que pareça eu não pensei em procurá-la aqui._ Eles ficaram calados vendo a reação de Selly enquanto pensava
_Acho melhor eu ir embora._ Selly falou pegando sua bolsa e saindo.
_Não... Selly, por favor._ Demi correu até ela segurando sua mão._ Por favor, não conta pra ninguém, principalmente pro Joseph._ Selly a olhou com um olhar triste e Demi percebera.
_Ele é seu marido, devia saber._ Demi abaixou o olhar, Selly não sabia o quanto aquilo a machucava.
_Não Selena, não o considero mais como meu marido.
_Mas você queira ou não, ele ainda é._ Selly se soltou de Demi e saiu da casa. Demi olhou pra Henri com cara de choro novamente e Henri apenas se aproximou a abraçando.

                Selly chegou em casa com o rosto completamente molhado, ela não podia acreditar que aquilo estava acontecendo com ela. Entrou dentro da casa e subiu as escadas as pressas. Joe estava em seu ex-quarto, não conseguia dormir no quarto onde dormia com Demi, era dor de mais. Agora estava deitado encarando o teto com grandes bolsas embaixo dos olhos por falta de sono, levou um susto ao escutar a porta se abrir com toda a força e uma Selena aparecer chorando, parecia desesperada. Sentou-as na cama apressado e assustado.
_Por que você existe? Você só nasceu pra estragar a vida dos outros. Já não basta estragar a vida de Demi e Sabrine ainda tem que estragar a minha.
_Do que está falando?...
_Quando descobri que amo alguém de verdade, você faz isso...
_Isso o que Selly?
_MAS QUE DROGA JOE... Demi está na casa de Henri, os dois estão juntos, eu estava lá e a vi aparecer na cozinha com roupas dele... _ Ela respirou fundo abaixando a cabeça e sussurrando_ Eu gosto dele._ Joe ficou com os olhos arregalados tentando absorver tudo. Não podia ser... Tudo tinha que acontecer de repente.
Cont...




Respondendo os coments: Stephane Gabrielle poisé Demi agora q se apaixona acontece isso... Posteiii
diana Ele tava dando o pé na bunda néh... A Demi tinha que ver kkkkk "Lindona" kkkkkkk
Gisely Ta pior que novela neh.... rsrsrs fica triste n. Espera o final... Ninguem sabe o q vai dar neh




BEKA!!!!

12 comentários:

  1. Agr deu merda ela ta achando q o Henri e a Demi tao juntos e o irma dela tbm pelo visto. Mds qnta tristeza nesses 2 ultimos caps. POSTA

    ResponderExcluir
  2. Que merda A selena acha que A Demi dormiu com henri.
    Estou com vontade de Bater no Joe.
    Gostou do LINDONA hahaha.
    Beijos Lindona rs

    ResponderExcluir
  3. desculpe ficar sem comentar, eu as vezes me esqueço kkkkkk ah, muito obrigada pelo selinho <3
    bom, quanto ao capitulo, esta perfeito, maravilhoso!! eu estou com um pouco de raiva da Selena, pq ela não esperou nem Henri, nem Demi se explicarem e já foi falando coisa pra Joe, e eu sei que o idiota do Joseph vai querer falar um monte de coisas pra Demi que não são verdades e tadinha da Dem, ela não merece isso, ela já esta sofrendo muito ://
    Posta logo, eu estou amando <3

    ResponderExcluir
  4. Adorei, mas agora o Joe vai achar que Demi com o Henry, Selena!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ei quando você vai postar no seu blog? eu n posso comentar pq nao tenho conta :/ mas ja amei a história e peça divulgações kkkkk
      Sam

      Excluir
  5. Gente eu morri agr o que foi isso??
    Eu tipo amei. Tomara que o Joe faça alguma coisa
    Fabiooa Barboza

    ResponderExcluir
  6. Caramba!!!! A Sely exagerou dessa vez, mas tadinha ela gosta dele, a verdade éq ta td mundo sofrendo nessa história....
    Agora basta Joe agir com coerencia e pedir perdão pra Demi e não pensar q ela ficou c o Henri e voltar para aquela nojenta Ahw
    Amando a fic S2

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Selena,filha de Deus! De onde vc tirou a ideia que Demi tá com ele doida, eles são amigos pelo amor de Deus, tá todo mundo infeliz nesse capítulo; sofrimento coletivo. Estou amando cada vez mais a fic, uma das melhores que já li.

    ResponderExcluir
  9. Ei,por favor faz a maratona..Meu Deus!sua história é muito diva!Quero joe morrendo de ciume!

    ResponderExcluir
  10. Quero saber o q vai acontecer.... Posta logo se n vou chorar :(

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Se quiser concorrer a melhor fanfic visite esse blog: http://reviverstories.blogspot.pt/
    Beijos.

    ResponderExcluir