21 de junho de 2012

Capitulo 11 – Preparação do Natal



_Tchau Sel, foi bom ficar esses dias com você._ falei a abraçando.
_Foi muito bom meninas, vocês me ajudaram muito._ ela deu um beijo em mim e na My e depois entrou no carro de sua mãe e saiu.

 A mãe de Sel chegou de viagem, então veio buscá-la, queria mais tempo com ela, por que ela teve que viajar nuns dias bem difíceis. Bom, ficou só eu, minha mãe e My em casa, o pai de My ia vim buscá-la mais tarde.

 Entramos em casa, minha mãe foi assistir TV e eu e My fomos para meu quarto, era o lugar que eu mais ficava, o meu lugar.

_Demi!_ My me chamou.
_Sim._ falei dando um pula na cama e me deitando e My veio atrás fazendo o mesmo.
_Falta três dias para o Natal.... E aí? Como vamos passar?_ My perguntou, mas é verdade, eu nem tinha pensado em como seria nosso Natal, nós nunca deixávamos passar, é meio que sagrado pra gente, sempre nos reuníamos e ficávamos juntos fazendo bobeira. (Na verdade é sagrado, é comemorado o niver de Jesus).
_Não faço a menor idéia._falei.
_Que foi Demi? Você ta meio estranha, e não é de hoje._ My perguntou_ É por causa do David?
_É..._ Eu queria falar também da conversa que eu tive com Joe, e que isso não saia da minha cabeça, bem... Talvez eu precisasse conversar um pouco, me abrir, e por que não com a My._ Mas não é só ele.
_Então o que é?_ Ela perguntou colocando o cotovelo na cama e olhando pra mim.
_Eu conversei com o Joe.
_Oh meu Deus! O que ele fez?_ Ela perguntou se sentando na cama e me levantando pra sentar também.
_Nada... Só tivemos uma conversa pelo MSN....
_E aí?_ ela perguntou sentando na minha frente e eu me encostei em um travesseiro pra poder me acomodar.
_E aí que ele me disse que ia viajar depois do natal, passar o ano novo em uma casa de praia que a Dani tem.
_A Dani tem uma casa de praia?_ My perguntou.
_É! Foi o que ele disse._ Falei._ Bom, aí ontem eu falei com ele de novo, e ele estava com aquela loira, e ela falou que vai com ele.
_Então a Dani tem uma casa na praia.... Por que ninguém nunca me falou._ My estava viajando.
_My..._ A chamei zangada._ Você por acaso me escutou?_ Perguntei colocando as mãos na cintura e a fuzilando.
_Claro... E aí continua.
_Aí que eu fiquei sabendo que aquela loira ia ficar na mesma casa que ele, acho que dei um ataque de ciúmes apenas, mas também não consegui tirar da cabeça.
_A Taylor? Olha Demi, acho que você deve esquecer o Joe._ ela falou olhando bem nos meus olhos.
_Por quê? _ Perguntei preocupada.
_Por que a Taylor e o Joe... Teve uma época que eles tiveram um lance, na época que eu namorava o Nick._ Falou Nick com cara de nojo._ Não sei se os dois estão juntos de novo, mais ela voltou e eles dois vivem juntos, vão até viajar juntos.
_Talvez isso não queira dizer nada._ falei tentando encontrar uma desculpa.
_Demi!_ Ela falou e me olhou de um jeito como se fosse óbvio.
_ Ta bom... Olha eu... V vou tentar._ Falei com uma pitada de dúvida...... Ta bom, um milhão de dúvidas que tava me enchendo.
_Miley, seu pai chegou._Minha mãe apareceu do nada. O.o
_ Ah! Já to indo_ ela deu um pulo da cama e pegou suas coisas._ Se cuida viu!_ Falou dando um beijo no topo da minha testa._ Tchau.
_ Espera, eu vou com você até lá embaixo._ Levantei com um pouco de dificuldade e descemos as escadas.
_Oi Sr. Billy._ falei.
_Oi Demi. Vamos filha.
_Vamos. Tchau e vê se pensa no que conversamos_ essa última frase ela cochichou.
_ Tchau My._ falei.

 Então rapidamente ela saiu e eu fechei a porta em seguida.

_ Agora somos apenas eu e você._ falei abraçando minha mãe de lado.
_Então você faz a janta hoje.
_ Ah fala sério.
_ Eu to falando super sério. Vai, vai, vai, vai, vai._ falou me empurrando pra dentro da cozinha.
_ A senhora abusa mesmo quando pode._ Acusei.

 Bem, eu acabei fazendo a janta, foi pouca coisa, arroz, feijão, bife frito, ovo frito e uma saladinha. Acabamos comendo na sala mesmo, assistindo TV, tava passando a novela da minha mãe. Depois de um tempo acabamos de comer e como estava cedo ficamos ali assistindo bobeiras, rapidamente cansei e fui para meu quarto, vesti um vestidinho rosa curtinho que eu tinha pra dormi, então escovei meus dentes e me deitei na cama e adormeci.


 Quando acordei ainda estava de noite, eu não estava mais com sono então me levantei, saí andando pelas escadas descalça, quando cheguei à sala, ela estava escura a não ser pelos piscas-piscas que estavam ligados, então meu celular começou a tocar em minha mão, eu levei um susto. Eu estava com meu celular na mão? Bom, eu olhei e era uma mensagem, quando consegui ver direito o nome, era.... JOE. Rapidamente abri a mensagem e estava escrito assim: VEM AQUI NO SEU QUARTO AGORA! Eu olhei pra escada e vi a escuridão, por que ele queria que eu fosse pro meu quarto? Ele estava lá.

 Eu subi correndo e quando cheguei não vi ninguém, então ouvi uma batida na minha porta de vidro da sacada e vi uma sombra, eu corri pra abrir, mas antes de abrir eu fiquei com um pouco de medo, talvez não fosse ele, mais eu estava tão curiosa que acabei abrindo, e quando encontrei aquele lindo rosto fiquei olhando feito uma boba, me segurando pra não atacá-lo.

_ Oi, será que posso entrar?_ ele perguntou depois de um tempo que eu fiquei babando.
_ Claro!_ aí as duvidas apareceram e eu não pude deixar de perguntar._ O que está fazendo aqui?
_ Não posso vir?_ ele perguntou com uma carinha fofa.
_Há essa hora?
_ Desculpe, só queria te ver._ eu não consegui dizer nada depois dessa frase e depois de ver como ele estava, estava apenas com uma calça Jeans, um sapatênis e o cabelo estavam bagunçados (minha roupa também não ajudava). Meu quarto estava escuro, mas tinha a luz da rua entrando pela minha sacada.
_ Onde estava?_ perguntei um pouco desconfiada.
_ Isso não interessa._ ele falou vindo em minha direção,_ posso te perguntar uma coisa?_ ele falou me abraçando e falando bem perto do meu ouvido.
_Pode._ falei com a voz falha, fraca e parecendo uma bêbada louca.
_Você.... Você gosta de mim?
_E-eu?_ essa hora eu estremeci do pé a cabeça. Que diacho de pergunta é essa?
_É, você!
_ Eu... Eu não sei!_ Então ele me empurrou até eu encostar na parede e grudou seu corpo no meu e me olhou fixamente, essa hora eu não consegui respirar e não sentia meu coração bater.
_ Responde!
_ Eu.... Eu.... Eu gosto... Acho que é mais que gostar._ comecei a falar tudo que estava entalado na minha garganta._ Eu não gosto de te ver com outras, principalmente com aquela loira de farmácia, eu gosto muito de você... Eu sou apaixonada por você... Não... Paixão é pouco, eu... Eu amo você. É simples assim._ Ele apenas ficou me olhando até ouvirmos uma voz.
_Então você não gosta quando ele fica comigo?_ A loira veio em nossa direção saindo da sacada e entrando no quarto._ Ou melhor, loira de farmácia.
_O que faz aqui?_ Perguntei assustada.
_Vim buscar o meu homem._ rapidamente Joe se largou de mim e foi até ela.
_ O que ta havendo aqui?_ perguntei assustada.
_ Desculpa Demi.... Mas eu estou com ela.
_O que?_Quase gritei e meus olhos se encheram de lágrimas.
_ E... Eu só perguntei se você gostava de mim, não se você me amava._ essa hora eu quase caí no chão de tristeza, raiva, desgosto...
_É, agora tchauzinho querida._ ela apenas pegou o rosto de Joe e começou a beijá-lo, eu arregalei os olhos e agora sim senti meu coração... Se partir.
_NÃO_ Gritei indo pular em cima deles, querendo estragar aquela cena ridícula, mas acabei abrindo os olhos e me sentando na cama, eu estava assustada, suada, respiração acelerada, e do nada comecei a chorar, foi tudo bem verdadeiro, então respirei fundo e limpei as lágrimas, eu precisava relaxar, foi apenas um sonho, ou um pesadelo.

 Levantei rapidamente da minha cama e corri pro banheiro, escorei as mãos, uma de cada lado na pia e comecei a respirar fundo, meu coração estava acelerado, então me olhei no espelho e levei um susto, eu estava horrível, com cara de espantalho, então lavei meu rosto e escovei os dentes, depois fui trocar de roupa, vesti um sutiã preto com uma camiseta baby look branca transparente por cima, uma calça legue preta com umas listras rasa e um tênis branco com rosa.

 Quando olhei a hora no meu celular, era sete e quarenta da manhã, então pensei ir correr um pouco na pracinha da esquina, ia ser ótimo, quase ninguém ia lá. Então saí de casa e fui correndo até a praça, chegando lá comecei a correr em volta dela, depois de um tempo, na terceira volta não aguentei e parei, a praça era muito grande e eu não estava acostumada a correr, então fui me sentar nos brinquedos, lá era um lugar bom pra relaxar, então me sentei em um brinquedo cheio de ferro colorido, tipo um labirinto que ia até lá em cima, rapidamente subi no topo, lá batia um pouco de sol e aquele sol estava maravilhoso. Com o passar do tempo me lembrei do meu sonho, da conversa que tive com My, dos meus sentimentos... Eu estava ficando louca não aguentava mais sentir aquilo, precisava de algo pra desabafar, então comecei a chorar, era o único jeito (Eu sei, eu sou chorona), fiquei um bom tempo chorando, depois consegui me recompor e só fiquei olhando pro céu, quando conseguia, o sol cegava.

 _ Demi? O que faz aqui?_ Eu me virei rapidamente e vi Zack.
_ Zack? O que você faz aqui?_ perguntei descendo do brinquedo.
_ Eu gosto de vir aqui, dês da época em que namoramos._ Ele falou._ E você? Pelo que eu saiba você quase não vem aqui, resolveu correr um pouquinho?
_Como soube?
_ Sua roupa._ Ah óbvio.
_ Vem, vamos sentar ali._ apontei pra debaixo de uma árvore.
_Vamos._ Nós andamos até lá e nos sentamos. Ficamos um tempo em silêncio.
_O que foi Demi?_ Ele perguntou cortando o silêncio.
_Que foi o que?_ Perguntei confusa.
_Você estava chorando? Seu olho ta vermelho e inchado._Ele perguntou chegando mais perto pra me olhar melhor e isso me deixou um pouco desajeitada.
_ Eu... Eu... Eu não... Quer dizer... Sim... Só um pouco._ Não sabia o que dizer.
_ Por quê? Não me diga que é aquele cara de novo._ Então eu não digo.
_Hoje não ta sendo um dia muito bom pra mim._ dei de ombros. Ele ficou me olhando de um jeito estranho que me fazia arrepiar da cabeça aos pés.
_ Demi.  Eu sei que já te fiz chorar muito..._ Ele falou colocando uma mecha do meu cabelo atrás da orelha._ Sei que te fiz sofrer, mas... Pode ter certeza que se você me der mais outra chance eu juro que te faço feliz.
_Não jure..._ falei tirando a mão dele do meu rosto._ Você me trocou por outra aí que eu nem conheço. Não quero passar por isso de novo.
_ Não vai.. Demi eu... Eu nunca faria isso com você novamente.
_Já fez uma vez faria de novo SIM.
_Não... Com você não._ Ele parecia convicto do que estava falando._ Só mais uma chance._ ele chegou mais perto, sua respiração batia em meu rosto e eu não consegui me esquivar, então ele me beijou, no começo fiquei assustada, mais achei bom sentir seus lábios novamente, ele me beijava e eu não conseguia me mexer, estava dura. Rapidamente ele separou nossos lábios e me olhou, eu estava assustada, com os olhos arregalados._ Calma... Relaxa, não vou te fazer mal._ Ele ficou me olhando e eu não aguentei e o beijei novamente, queria sentir seus lábios de novo, sim eu ainda gostava dele, talvez não tanto quanto antes, mais ainda gostava. Ele retribuiu o beijo com muita vontade, estavam me invadindo novos sentimentos, ocupando os ruins, isso era bom. Eu me deitei na grama sem desfazer o beijo, não queria desgrudar meus lábios dos dele, não queria me arrepender, mas quando percebi o que estava fazendo o empurrei o mais rápido que pude.
_Não, para, não posso, isso ta errado_ Me levantei num pulo.
_Demi!
_Não vem atrás de mim._ Gritei.

 Saí correndo de lá o mais rápido que pude, apesar de estar tonta e com a cabeça em outro lugar, corri tão rápido que nem vi quando caí, mas me recompus e continuei, cheguei em casa e fui direto para meu quarto, fui aí que percebi que meu joelho estava doendo, quando olhei minha calça estava suja de sangue, rapidamente a tirei e vi meu joelho completamente ralado e estava doendo muito.

_ Oh, droga!_ Reclamei comigo mesma.

 Corri pro banheiro e comecei a lavar meu joelho, confesso que doeu bastante, por que estava com um corte pequeno, mas um pouco profundo. Depois que terminei fui me sentar em cima da cama, fiquei pensando o quanto sou desastrada, aí eu percebi que estava apenas de calcinha e fui pegar algo pra vesti. Quando abri meu guarda-roupa uma pasta caiu, e percebi que era a pasta que eu havia mostrado pra Joe, e me lembrei que lá tinha uma música que eu havia composto para o Zack, então a peguei e me sentei na cama, fiquei pensando se abriria e acabei abrindo, fiquei folheando até encontrar a música que eu compunha para Zack, rapidamente a encontrei.

_ Before I Fall, too fast,Kiss me quick, But make it last..._ Comecei a cantar baixo, apenas com minha voz_ So i can see how badly this will hurt me..._ de repente parei e peguei o violão, queria um apoio. Então comecei a tocar um som suave e bem bonito.

Before I fall too fast
Antes de me apaixonar rapidamente
Kiss me quick
Me beije rápido
But make it last
Mas faça durar
So i can see how badly this will hurt me
Então eu posso ver o quanto vai me doer quando...

When you say good bye
Você me disser adeus.

Keep it sweet
Deixe suave
Keep it slow
Deixe tranquilo
Let the future pass
Deixe o futuro passar
And dont let go
E não se vá
But tonight i could fall to soon under this beautiful moonlight
Mas hoje eu poderia me deixar cair sob esse bonito luar...

E parei. Por que estava cantando aquela música? Só me fazia lembrar ele. Quando escrevi essa música eu já desconfiava que ele fosse terminar comigo, mas eu gostava tanto dele que não queria acreditar... Balancei a cabeça pra esquecer aquilo que me machucava, eu devia tentar nunca mais me apaixonar, ou não me envolver mais com esses tipos de homens (Só se eu trocasse de lado).

 Rapidamente me deitei na cama pra vê se conseguia dormir, (Era o que eu mais andava fazendo) mas pra minha surpresa My entrou pela porta toda sorridente e como sempre pulou na minha cama.

_ Demi, vai se vestir vai ficar de calcinha na minha frente?_ Foi aí que percebi que estava apenas de calcinha novamente.
_ Você que entrou no meu quarto sem permissão,_ me levantei pra pegar algo pra vestir.
_ Nossa._ Fingiu se magoar, então peguei um short folgado jeans._  Esse daí não, pega uma roupa mais bonita por que você não vai almoçar em casa.
_ Como é? _ Perguntei_ Garota, como você entrou aqui?
_ Sua mãe abriu a porta._ Falou como se fosse óbvio.
_ Minha mãe já acordou?_ Perguntei pra mim mesma, mas aí veio a pergunta._ Onde vamos almoçar?
_ Na casa do Joe.
_ Como?_ Perguntei assustada.
_ O Nick me ligou e falou pra nós irmos pra casa dele almoçar lá, é que eles querem falar conosco. Não me deixa esquecer a Sel ta.
_ My... Como... Como assim? Eles querem conversar com a gente?
_Isso mesmo, o Nick me ligou e falou.
_ Ah, então é por isso que você ta tão alegre._ Zoei.
_Claro que não,_ falou nervosa,_ é só que vamos almoçar fora e eu to com saudades dos pais dele, eles são super gente boa.
_Ahh!_ Falei irônica.
_ Anda logo,_ ela falou se levantando e abrindo meu guarda-roupa_ Veste esse vestido branco aqui e pronto.
_Não, eu não gosto dele, ele é muito folgado._ falei, ele era muito folgado mesmo.
_ Coloca um cinto e pronto._ ela pegou um cinto largo que eu tinha e nem usava, a maioria das minhas roupas eu não usava.
_Tudo bem, vou ver se vai ficar bom._ rapidamente tirei a camiseta e coloquei o vestido com o cinto e quando me olhei no espelho vi que não havia ficado muito ruim, eu ficava com volume nos lugares certos._ Ta bom, confesso que ficou bom.
_ Ta bom, então vamos logo por que temos que passar na Sel, vamos, vai._ falou me empurrando.
_ Calma. Me deixa só pentear meu cabelo e calçar uma sandália._ Corri pro banheiro penteei meu cabelo, depois calcei uma sandália de salto branca, e acho que estava pronta.
_ Agora vamos, não quero mais atrasar. Já é dez horas e até esperar a Sel querer sair e depois se arrumar.

 Eu desci da escada rindo da pressa da My, ela era hilária.

 Rapidamente entramos no carro de My e fomos pra casa de Sel, ah e é claro que avisei minha mãe que ia almoçar fora, eu sempre avisava minha mãe, tinha que fazer um pouco pra fingir que sou boa filha. rapidamente chegamos na casa de Sel, My corria muito.

_ Sel._ My gritou quando ninguém queria atender a porta_ Sel, eu to com pressa.
De repente a porta se abriu e Sel saiu com roupa de dormir e cara inchada.
_ Que foi?_ falou com mau humor.
_ Podemos entrar?_ My pediu já entrando.
_ Já entrou.
(Então elas entraram e foram direto pra sala)
_ Mentira que você ainda estava dormindo? _ My perguntou espantada.
_ Lógico! Olha a hora! É..._ Sel olhou no relógio e pareceu se espantar um pouco _ É... Dez e quinze. Nossa! Eu nem vi o tempo passar, esses dias eu não to muito bem, nem vejo o tempo passar, eu só quero ficar deitada, só levanto pra ir ao banheiro ou comer apenas, essa, com certeza é a pior férias da minha vida _ Caramba. Sel tava parecendo um defunto, os olhos estavam vermelhos e fundos, estava pálida e com umas bolsas roxas e enormes embaixo dos olhos, estava um pouco corcunda e estava andando um pouco estranho, como se tivesse perdido o costume de andar.
_ Você não superou né? _ Perguntei sentindo muita pena dela, porque essa sim era uma ocasião de se sentir dó. Ela apenas abaixou a cabeça triste.
_ Pois então, eu tenho um convite a te fazer. _ My falou arrumando a postura de Sel.
_ O que vem agora My? _ Sel perguntou voltando a postura anterior sem nenhum animo.
_ Sel! _ My falou inconformada.
_ O que foi?
_ Você não é assim, você é uma garota mais animada que eu, que ajuda em todas as bagunças, me ajuda com a Demi, os garotos...
_Você não é a mesma _ Falei e Sel se virou e começou a subir as escadas.
_ Talvez eu nunca volte a ser a mesma _ Ela simplesmente parou no meio da escada e se virou pra nos encarar _ O que você quer?Não foi você quem perdeu uma pessoa que ama muito.
_ Sel!_ Gritei, e ela se calou.
_ Não? Eu nunca perdi alguém que eu amo?_ My perguntou indignada.
_ Desculpa, não foi isso que eu queria dizer. _ Sel tentou se desculpar.
_ E minha mãe? É o que pra você? Pra você saber, uma mãe é muito mais importante que uma paixãozinha de adolescente. _ My falou nervosa.
_ Cuidado com as palavras! _ Sel gritou descendo as escadas novamente. _ Cuidado com as palavras, porque ele não foi uma paixãozinha de adolescente. Ele foi muito mais, só que você não entende porque foi você quem teve essa paixãozinha de adolescência, é por isso que você até hoje não tem ninguém, e talvez eu esteja bem pior que você quando perdeu sua mãe...
_ Cala sua boca! _ My falou mais nervosa apontando o dedo na cara de Sel. _ Você não sabe o que eu passei...
_ E você não sabe o que eu to passando...
_ Meninas, chega! _ Gritei entrando entre elas, e o silencio tomou conta do lugar.
_ Eu apenas queria falar que você pode superar, eu já passei por isso e estou aqui inteira, seguindo minha vida, e queria apenas te ajudar_ My falou tentando se acalmar. My e Sel ficaram se encarando _ Demi vou lá pro carro, to esperando vocês. _ Ela falou sem olhar pra mim. _ Se ela quiser ir _ Ela apenas saiu, só depois de bater a porta Sel se mexeu.
_ Eu vou pro meu quarto _ Falou subindo as escadas e eu fui atrás.
_ Sel, O que foi isso? _ Perguntei assustada com a situação.
_ Chilique da Miley!
_ Ei, calma aí que você também faz parte, você também começou._ Falei entrando no quarto atrás dela, ela parou e olhou pra mim.
_ Se for pra ficar do lado dela, a porta é a serventia da casa, eu não to com paciência.
_ Eu to do meu lado. _ Sel estava diferente, mas eu não ia fazer nada para derrubar nossa amizade, nós três somos amigas desde pequeninas, uma briga não iria acabar a nossa amizade. Sel se sentou na cama um pouco triste. (A cara dela o tempo todo ta triste agora L) _ Sel, o convite que a My queria te fazer, era pra gente ir almoçar na casa do Jonas.
_ Casa dos Jonas? Como assim? _ Ela pareceu confusa, igualmente a mim quando fiquei sabendo.
_ O Nick ligou pra My e falou que queria que nós fossemos almoçar na casa deles porque eles tem uma coisa pra conversar conosco.
_ Como assim? O Nick ligou pra My é... Miley.
_ Só pra você ver. _ Falei sentando ao lado dela.
_ Logo ele que falou que usava o colar deles para pegar garotas _ Zoou e nós demos umas risadas. _ Mas, como assim eles querem que agente almoce lá com eles, querem conversar o que com agente?
_ Também não sei, nem a My sabe o que eles querem, mas então? Vamos pra gente ver.
_ Não Demi, eu to cansada, eu quero ficar aqui mesmo. _ Falou se deitando.
_ Ta cansada de que? De ficar deitada? _ Falei a puxando.
_ Não Demi! _ Olhei pra ela e realmente ela estava com uma cara cansada.
_ Tudo bem Sel, então eu vou indo,OK! _ Ela assentiu com a cabeça e me deu um beijo no rosto.
_ Olha como o mundo da voltas, antes era eu quem te chamava pra sair.
_ Pode ter certeza que o mundo da muitas voltas. Tchau. _ Então sai do quarto, resolvei deixar ela pensar um pouco melhor e realmente ela estava sofrendo, o pai vive em outro país, a mãe vive viajando ou trabalhando, e ela só tinha as amigas e o namorado, mas o namorado foi embora e as amigas se afastaram, (ou ela se afastou das amigas), então eu iria apoiar a decisão dela agora, mas as amigas verdadeiras nunca abandonam.
_ Demi! _ Sel gritou da escada, quando eu ia abrir a porta pra ir embora. _ Demi espera. _ Desceu correndo as escadas. _ Tudo bem, eu vou se você me esperar.
_ Claro! _ Falei e ela segurou minha mão e subimos correndo pro seu quarto _ Só anda rápido, porque a My deve estar estourando dentro do carro.
_ Tudo bem, vou apenas pegar uma roupa confortável e pronto. _ Eu sentei na cama, vendo ela vestir uma blusa transparente branca de manga, deixando seu sutiã branco a mostra, uma calça jeans e um tênis não muito bonito, mas confortável, depois ela correu pro banheiro e foi escovar os dentes, demorou um pouco. Mas ela saiu já com os cabelos soltos e arrumados. _ Pronto, vamos?
_ Vamos! _ Me levantei um pouco sonolenta, até porque essa noite eu não dormi muito bem.
_ Vamos Demi! _ Sel falou me puxando pra fora do quarto e batendo a porta atrás de nós.
_ Nossa, agora a animada aqui é você? _ Zoei vendo ela apressada.
_ Animada não, mas louca pra sair dessa casa, eu nem acredito que consegui ficar um dia inteiro sem sair, sem ver a luz do sol.
_ Ta bem, então vamos.

Rapidamente saímos da casa e entramos no carro. My estava lá no banco do motorista emburrada, eu sentei ao lado dela e Sel atrás, My não falou nada, apenas saiu cantando pneu, estava na cara que estava com raiva. (Com a Sel ou porque vai ver o Nick?)

Uns cinco minuto e já estávamos estacionando na frente da casa dos Jonas, confesso que também fiquei um pouco nervosa, o que eles queriam com a gente? Será que Joe estaria com a loira? E Miley e Sel? Estava ficando louca, cabeça de mulher é uma bagunça quando está com muito problema. Rapidamente descemos do carro e My tocou o interfone.
_ Quem é? _ Uma mulher perguntou.
_ Sou eu, Miley.
_ Ah! Pode entrar. _ De repente o portão começou a abrir e nós entramos e... UAU... A casa era enorme, tinha um jardim enorme na frente, ao lado tinha uma piscina e um lugar pra tomar sol. Eu já havia vindo aqui com Joe, quando nos conhecemos pela segunda vez, mas nunca havia entrado e também estava a noite, ou madrugada, sei lá, não dava pra ver direito.

Eu fiquei parada no lugar parecendo uma boba, como seu eu nunca tivesse entrado em uma casa chique, e minha casa também não é tão mal!

_ Ei! Vai ficar aí parada? _ Ouvi a voz de Joe, mas não consegui encontrá-lo _ Psiu, aqui! _ De repente olhei pra cima e ele estava me olhando de uma sacada enorme, em uma pose sexy. A casa era um sobrado bem grande. Eu apenas dei umas risadas do meu jeito besta e entrei na casa. Vi Dani e Kevin cumprimentando My e Sel, também um homem e uma mulher que eu não conhecia que devia ser os pais dos Jonas.

_ Oi Demis! _ Kevin me viu e veio me cumprimentar _ Que bom te ver, o Joe vai adorar te ver aqui.
_ Na verdade ele já me viu, lá da sacada.
_ Oi Demi, seja bem vinda! _ Dani veio e me abraçou. _ Esses aqui são os pais dos Jonas, o pai Paul, e a mãe Denise._ Falou apontando para os senhores que estava com ela.
_ Oi, prazer, então você é a Demi em que os meninos tanto falam! _ A mãe falou simpática.
_ É! _ Disse apenas dando risadas vergonhosas.
_ Oi seja bem vinda! _ O pai falou beijando minha mão. (Agora sei de quem os meninos puxaram o jeito conquistador).
_ Oi! _ Falei envergonhada.
_ Até que enfim chegaram. _ Vi Nick descendo as escadas até a sala de jantar, onde estávamos, era um lugar amplo, com uma mesa enorme cheia de cadeiras e uma decoração simplesmente perfeita.
_ Elas chegaram no horário certo, meio dia em ponto _ Kevin cortou Nick.
_ Fica com a boca fechada, por favor? _ Nick falou sem paciência, Kevin apenas levantou as mãos fingindo indignação _ Bem, que bom que vieram.
_ O que quer com a gente? _ My foi direto ao assunto.
_ Calma, vamos almoçar primeiro. _ De repente vi Joe descendo as escadas bem vagaroso e lindo. Estava simples, com um chinelo branco, uma bermuda branca, uma camisa cavada preta e um óculos na cabeça, mas minha alegria acabou quando vi logo atrás a loira descer com um vestidinho branco transparente mostrando seu biquíni azul e um chapéu grande e bonito.
_ Oi meninas! _ Joe falou com sua voz sedutora e não tirava seus olhos de mim.
_ Oi! _ Nós falamos em coro.
_ Oi meninas! Estávamos esperando vocês _ Taylor, a loira chegou toda sorridente cortando a voz sedutora de Joe Jonas.
Ela nos abraçou totalmente amigável e depois parou ao lado de Joe, só achei um pouco estranho porque Joe não nos abraçou ou algo do tipo, será que My tinha razão? Será que Joe estava com a loira de novo? E será que a loira tinha ciúmes do Joe abraçar os outros? (Calma Demi! O que tem o Joe não te abraçar apenas hoje?)
_ O almoço já está pronto? _ My perguntou impaciente.
_ Na verdade, acabou de começar, nós não temos empregada então nós chamamos os meus pais pra fazer, porque a Dani sozinha não ia dar conta. _ Joe falou.
_ E você? _ Perguntei.
_ Sem comentários. _ Piscou pra mim.
_ Acho que você ta com muita fome né My? _ Kevin perguntou.
_ Não é isso, é que vocês nos chamaram aqui pra conversar, mas agora falou que só irá falar depois do almoço! _ My tentou se justificar.
_ Isso é curiosidade! _ Zombei.
_ Então vamos falar pra elas o que temos que falar _ Joe falou _ mas lá na piscina.
_ O que? _ Sel assustou.
_ Eles estão brincando ou eles só estão nos enrolando? _ My supôs.
_ Não, não, nós vamos pra piscina agora... E com vocês._ Sel falou rapidamente.
_ Não, nós nem trouxemos biquíni _ Falei.
_ Mas o Nick... _ Joe parou e olhou feio pro Nick.
_ Caramba eu me esqueci de falar._ Nick se explicou.
_ Não tem problema! _ A loira se intrometeu _ Eu tenho muitos biquínis que nunca usei.
_ Pronto! Acabou o problema. _ Kevin falou.
_ Não mesmo _ Sel falou _ Não adianta.
_ Vem meninas._ Taylor saiu puxando My e Sel pela mão e, eu fui atrás, o que eu ficaria fazendo ali?

 Nós subimos uma escada de vidro, muita linda, que dava muito medo e então chegamos a uma sala, ela era enorme eu My e Sel passamos com a boca aberta e de lá vi a enorme sacada que Joe estava, mas continuamos andando por um corredor até chegar a um quarto, acho que era o quarto que a loira estava ficando, era muito bonito também, era grande espaçoso, tinha uma porta que deveria ser para o banheiro, tinha uma mesa de maquiagem com um espelho enorme, sem falar nas outras coisas.

_ Bom meninas..._ Ela falou pegando uma sacola enorme,_ vamos escolher?
_ Não eu não vou ba..._ Bem na hora a loira abriu a sacola e jogou um monte de biquíni em cima da cama._ Nossa que biquíni bonito, mas continuando, eu não vou banhar na piscina,_ My falou já olhando uma peça._ Nossa esse azul aqui ta de matar de tão lindo.
_ Onde conseguiu esse tanto de biquíni?_ Perguntei já olhando uma peça.
_ Minha mãe, ela desenha, faz e vende, aí como vim pro Brasil, um lugar onde o sol brilha muito, ela me deu isso tudo._ falou.
_ Nossa ela desenha muito bem._ falei abobalhada.
_ E faz também, olha só esse biquíni Demi, é o seu corpo,_ My falou e quando vi, me apaixonei, ele era rosa, amarrava somente a parte de cima, tinha pequenas partes com renda preta e a parte de baixo tinha dois círculos de metais nas laterais, deixando um pouco da pele a mostra e, ele não mostrava muito à bunda, aquele era dos meus.
_ Nossa, que lindo._ falei o pegando feita uma boba.
_ Agente podia vestir pelo menos só pra tomar um solzinho né, já que a gente não vai banhar._ My falou olhando um biquíni azul.
_Ah! Que legal,_ Sel falou sem nenhum ânimo. My olhou pra ela com cara feia, mais se segurou. Sel apenas saiu, foi pra sacada do quarto.
_ E aí? Vamos experimentar?_  My falou, eu não me segurei, tinha que experimentar aquela belezinha.
_tudo bem._ falei
_ Sabia que vocês acabariam cedendo._ a loira falou e essa hora eu quase voltei e fiquei com a Sel.

 Eu e My entramos no banheiro, vestimos os biquínis, e começamos a olhar em um espelho enorme que por acaso também tinha ali. Ficaram perfeitos no nosso corpo.

_ Uau, eu tinha razão, esse biquíni é o seu corpo, e o Joe não vai falar nem um A quando te ver, ele não vai dar conta._ deu uma risada debochada
_ My... A namorada dele ta aqui._ falei cochichando pra loira não escutar.
_ Eles estão namorando mesmo?_ My falou boquiaberta.
_ Tenho certeza.
_sinto muito amiga.

 Como se essa frase ajudasse em alguma coisa...

 Taylor nos emprestou uns roupões e então descemos. Sel não quis nem ver os biquínis, ela não estava muito animada, eu entendia bem ela, por isso não ficava pegando muito no pé dela.

 Quando chegamos à piscina já não estavam apenas os três, Justin e Zack estavam ali.

_Oi meninas!_ Zack falou com um sorrisinho safado.
_Oi._ dissemos
_ Uai Sel, o que houve?_ Nick se referiu a roupa.
_ Já disse que não vou entrar na água, então, pra que biquíni?
_Tudo bem.
_ E aí, vai continuar enrolando agente ou vai falar?_ My perguntou enfim.
_ Tudo bem, vamos falar, só estávamos esperando os meninos._ Kevin falou.
_ Ok! É que nós pensamos em passar o natal todos juntos aqui em casa, isso quer dizer que é com vocês, e queremos fazer um amigo secreto também, então podem trazer os pais._Joe falou
_Legal._ My falou.
_Não é só isso._ Nick disse por fim
_Depois do natal, íamos para a casa de praia da Dani passar o ano novo, mas seria bem melhor se vocês fossem._ Joe completou
_Uou, to dentro._ My falou super animada.
_ Eu preciso falar com minha mãe._ falei.
_Por mim, to dentro_ Zack falou.
_ Tenho que pedir a permissão do Papai e da Mamãe._ Zack falou num tom de deboche
_ Vou pensar..._ Sel falou por sua vez, super desanimada, estava sentada em uma cadeira com aqueles guarda chuvas grandes a tampando do sol.
_ Sel vai ser legal, vai ser bom pra vo...
_Já disse que vou pensar._ Falou ignorante cortando Nick.
_Tudo bem, agora EU vou entrar na piscina por que a água parece muito boa_ My falou e rapidamente tirou o roupão e entrou num pulo, a piscina era grande tinha o lado da escada que era raso e ia ficando funda conforme os degraus._ Anda, vem Demi.
_ Pensei que você não ia nadar. _ Comentei rindo.

 A água parecia boa, ainda mais num dia de sol desses, então tirei o roupão e entrei na parte da escada, não era muito fã de piscina então desci um pouco os degraus e sentei.

_ E aí?_ Joe se sentou ao meu lado._ Você quer ir?
_ Quero, acho que vai ser legal, mas só posso ir se minha querida moms deixar.
_ Joe, faz favor aqui..._ A LOIRA gritou.
_ Quero te ver lá_ falou se levantando, eu apenas suspirei, por que ele fazia aquilo? A queridíssima namoradinha dele vai estar lá.
_ Oi Demi._ Zack se sentou ao meu lado.
_Oi,_ dei um meio sorriso.
_Você vai?
_ Já disse, tenho que pedir permissão.
_Demi... Eu não consigo esquecer nosso beijo, não consigo tirar ele da cabeça...
_ Zack... Para.
_ Você também não consegue esquecer não é?
_Nem pensei._ Menti
_ Demi, precisamos conversar.
_Zack agora não é hora,_ falei e me levantei e dei um mergulho, em alguns segundos de mergulho pude senti as mãos de Joe segurar minha cintura e me impulsionar pra trás como naquele dia no clube, então tirei a cabeça de dentro da água me sentindo tonta.
_Demi? Tudo bem?_ Kevin perguntou
_ Tudo, só preciso respirar um pouco, fiquei muito tempo debaixo da água._ Dei umas risadas nervosas.

 Então eu e Kevin conversamos por um bom tempo, ele me fazia rir o tempo todo, me contou como conheceu a Dani e me fez contar como conheci o Joe, me contou piadas e coisas sobre a vida dele.

_ Então, aqui mora só você, O Joe, o Nick e a Dani?_ Perguntei boquiaberta._ E seus pais?
_ Meus pais moram na casa deles, não é muito longe daqui.
_Como vocês conseguem manter essa casa?
_ Eu, a Dani e o Nick, nós trabalhamos só o Joe que é relaxado, e meus pais também ajudam, e a casa é limpa desse jeito graças a Dani.
_ Ela limpa tudo?
_ Não, ela faz agente limpar._ Eu tive que rir, o Kevin era hilário
_ E aí galerinha?_Dani apareceu. _ Vamos tirar os nomes pro amigo secreto?

************************************************************************
CONTINUA...

2 comentários:

  1. ahahaha muita perfect...
    posta loguinho!
    super ansiosa bjss

    ResponderExcluir
  2. Concordo com vc Adrielly! A história está o máximo

    ResponderExcluir