6 de outubro de 2014

Capítulo 1

 


Joe estava encostado em seu carro olhando as fotos que havia tirado no serviço, analisando-as. Vez ou outra olhava para o prédio a frente esperando Demi chegar. Depois de algum tempo ele a viu do outro lado da calçada chegando a casa, andava rápido, mas aparentava cansaço. Ela parou em frente ao portão e começou a procurar algo na bolsa. Joe se aproximou segurando a câmera.

_ Oi querida! _ Joe falou fazendo Demi se virar assustada, tirando uma foto. Demi ficou parada sem acreditar no que via _ Saudades? _ Ele falou com sua voz sedutora.

_ Joe! _ Demi falou o encarando ainda sem acreditar _ Você aqui? _ Perguntou se recompondo.

_ Claro querida! Estava com saudades da minha esposa _ Falou pendurando a câmera no pescoço de onde só tirava para tomar banho e dormir. Demi levantou uma sobrancelha.

_ O que você quer? _ Ela perguntou cruzando os braços.

_ Porque acha que quero alguma coisa? _ Joe perguntou.

_ Não te vejo há dez meses. Então o que te trouxe aqui?

_ Me sinto ofendido _ Falou fingindo ofensa _ Talvez fosse vontade de beijar minha esposa _ Usou sua voz sedutora enquanto se aproximava.

_ Talvez fosse vontade de levar um tapa _ Ela falou o fazendo se afastar levantando as mãos e dando gargalhadas.

_ Vejo que não mudou nada, querida _ Falou fazendo careta.

_ Nem você. Querido _ Falou irônica, pegando uma liga e prendendo o cabelo num rabo de cavalo _ Então o que quer? _ Joe suspirou se dando por vencido, Demi o conhecia muito bem.

_ Demi _ Joe falou ficando sério _ Sexta é feriado de quatro de julho, certo? _ Demi afirmou com a cabeça.

_ E daí? _ Perguntou.

_ A minha família reúne todo ano...

_ E o que eu tenho haver com isso? _ O interrompeu.

_ Você tem tudo haver. Já que eu não contei que estamos separados _ Joe falou e Demi o encarou incrédula. Depois começou a rir.

_ Já te disse que você é péssimo para contar piada? Pois é! _ Falou.

_ É por isso que estou aqui. Preciso que você passe esse feriado com a minha família _ A olhou cauteloso _ Como minha esposa, como se ainda estivéssemos juntos _ Demi precisou de um tempo para absorver as informações.

_ Então você quer dizer que sua família não sabe que estamos separados? _ Ele afirmou _ E ainda quer que eu finja estar apaixonada por você? _ Perguntou.

_ Isso! Mas não precisa fingir estar apaixonada, basta agir como no ano passado _ Sorriu.

_ Mas eu estava apaixonada _ Demi falou irritada.

_ Sério? _ Joe fingiu espanto _ Achei que alguém apaixonado não abandona sua paixão um ano e alguns meses de casados _ Falou irônico.

_ Dois.

_ O que?

_ Um ano e dois meses. Mas não vamos falar sobre isso _ Demi falou e começou procurar a chave novamente, encontrou e olhou para o Joe _ E não vou fazer isso _ Falou dando as costas pra ele.

_ Espera! _ Joe falou rápido e Demi se virou lentamente, demonstrando sua preguiça _ O que você quer? Faço o que você quiser.

_ O que eu quiser? _ Joe afirmou com a cabeça _ Só para fingir que ainda estamos casados? _ Afirmou novamente _ Hum! _ Joe a olhou cauteloso.

_ O que quiser _ Joe reforçou.

_ Estou procurando emprego há dois meses e não consigo achar nada _ Demi falou.

_ Finalmente saiu daquele emprego? Demorou hein! _ Joe falou _ Achei que não fosse me ouvir.

_ É por isso que estou desempregada há dois meses, porque decidi te ouvir e pedi demissão, agora não encontro nada, nem melhor, nem pior que aquele _ Demi falou irritada _ Desde quando algo que venha de você presta? _ Falou mais baixo, mas o suficiente para que ele ouvisse.

_ Semana que vem eu arrumo um emprego pra você, conheço várias pessoas e quando te indicar te chamará em menos de uma semana _ Joe falou ignorando o que Demi disse _ Então combinado? Esse final de semana com a minha família?

_ Final de semana?

_ Claro! Vamos emendar o feriado de sexta com sábado e domingo _ Joe explicou.

_ Quer que eu finja por três dias?

_ Isso!

_ Fora de cogitação _ Demi se virou novamente para entrar e Joe segurou seu braço a fazendo virar pra ele.

_ O que você quer? Quantas coisas você quiser _ Joe ofereceu e Demi franziu o cenho.

_ Quantas eu quiser _ Falou pensativa _ Tem mais uma coisa que está me incomodando muito.

_ O que é?

_ As pessoas me perguntam sobre meu estado civil e eu mudo de assunto para não responder besteira _ Demi começou _ Já que tenho só duas opções de respostas.

_ Quais? _ Joe perguntou curioso.

_ Uma. Que sou divorciada, mas ainda não consegui formalizar, me tornando uma mulher casada de qualquer maneira, ou dizer que sou casada, mas moro em outra casa _ Demi falou e Joe riu.

_ A segunda é melhor, já que está virando moda _ Joe falou e Demi o encarou, mas não o intimidou.

_ Se não te incomoda o problema é seu, mas me incomoda totalmente, já que o divórcio nunca acontece porque você não tem tempo _ Demi falou se irritando _ Toda vez que meu advogado tenta marcar com você para assinarmos o divórcio você tem algo para fazer.

_ Desculpa, sou um homem ocupado _ Joe falou _ Não sou como você _ Chegou perto _ Uma a toa _ Demi o empurrou o fazendo rir novamente.

_ Pelo menos não trabalho tirando fotinhas _ Demi falou irônica sem esconder sua raiva.

_ Pelo menos eu trabalho _ Joe zoou.

_ Um trabalho e o divórcio assinado semana que vem _ Demi falou abrindo um sorriso _ Só assim para ir para o encontro da sua família _ Joe a encarou pensativo.

_ Como um casal apaixonado? _ Ele estendeu a mão e ela fez careta.

_ Como um casal apaixonado _ Demi falou desanimada _ Mais uma coisa, pagar o aluguel desse mês que está atrasado _ Joe sorriu animando-se e beijou a bochecha de Demi, a assustando. Joe se afastou constrangido com o constrangimento dela.

_ Fechado _ Falou.

_ Ta _ Demi falou _ Me responde uma coisa _ Pediu.

_ O que quiser querida _ Joe falou no tom de deboche como antes.

_ Como conseguiu esconder de sua família nossa separação? No mesmo dia meus pais já estavam sabendo _ Demi falou curiosa.

_ Falava que você estava ocupada, no banho, trabalhando ou na casa dos seus pais. E sempre acreditaram.

_ Você e suas desculpas.

_ Sou muito convincente _ Se gabou.

_ Sei!

_ Então até sexta, querida. Oito da manhã, não atrasa _ Falou pegando a câmera novamente e tirou outra foto da Demi.

_ O que está fazendo? _ Perguntou com raiva _ Não quero que tire fotos minhas.

_ Desculpe querida, mas sua cara está hilária _ Falou olhando a foto e rindo _ Até sexta _ Piscou e deu as costas.

#

_ Bom dia querida! _ Joe falou ao tirar a foto de Demi aparecendo na porta com duas malas enormes.

_ Bom dia _ Soltou as malas pesadas e forçou um sorriso _ Querido.

_ Oito horas em ponto ­_ Joe falou olhando para o relógio no pulso _ Como sempre, pontual.

_ Ao contrário de você, que sempre está atrasado. Parabéns por finalmente chegar no horário _ Bateu palmas _ Agora vamos _ Demi falou.

_ Vamos _ Ele falou entrando no carro e ela o encarou perplexa.

_ E as malas? _ Demi perguntou.

_ Pode guardar _ Ele falou apertando um botão abrindo o porta-malas.

_ Como assim? _ Perguntou sem acreditar no que ouviu _ Quer dizer que você não vai pegar?

_ Claro que não _ Joe falou debochado _ Você é uma mulher independente, acho que é capaz de pegar duas malinhas e colocar no porta-malas.

_ Aghr _ Ela pegou uma mala com muita dificuldade e colocou no carro, voltou e pegou a outra. Entrou no carro, colocou o cinto de segurança e cruzou os braços emburrada _ Grosso!

_ Que foi querida? Quebrou a unha? _ Perguntou zombeteiro. Olhou pelo retrovisor e viu o porta-malas aberto _ Você se esqueceu de fechar o porta-malas _ Falou.

_ Não esqueci _ O olhou _ Não fechei por que não quis _ Voltou a olhar pra frente.

_ Hum! Então acho que suas malas não chegarão à casa dos meus pais _ Falou ligando o carro.

_ E as suas também não _ Demi falou e Joe desligou o carro.

_ Só tenho uma bolsa. Não carrego milhares de roupas para um simples final de semana _ Explicou.

_ Mas ficará três dias com a mesma roupa como eu, se não fechar o porta-malas _ Ela explicou como se ele fosse uma criança, ele fez careta e saiu do carro, fazendo Demi se sentir vitoriosa por irritá-lo.

#

_ Porque quando éramos casados você não me presenteava com um silêncio como esse? _ Joe perguntou depois de meia hora de viagem, onde Demi não havia dito uma palavra desde o começo da viagem.

_ Porque achava que você gostava de me ouvir _ Ela falou _ Me ouvir reclamar. Já que você é muito chato quando abre a boca, ou melhor, você é sempre chato, falando ou calado.

_ Que pena! Sabe que sou melhor com atitudes que com palavras _ Se gabou.

_ Me lembro bem _ Falou olhando para fora.

_ Que foi? _ Joe perguntou estranhando a mudança repentina dela.

_ Suas atitudes me fizeram embora _ Ela falou mais pra si, mas audível.

_ Não venha me culpar por ter ido embora. Você saiu de casa porque quis não te obriguei nem nada _ Ele alterou a voz.

_ Não vamos falar sobre isso _ Demi falou.

_ Por quê? Não tem coragem de assumir que a nossa separação foi por culpa sua? _ Ele perguntou.

_ Até parece _ Sussurrou _ Agora vamos falar sobre o que é importante. Você vai dizer aos seus pais que nos separamos semana que vem e temos que dar motivo para isso _ Ela falou e ele a olhou pelo canto do olho.

_ Como assim?

_ Não podemos bancar o casal apaixonado para depois você ligar para os seus pais e dizer que terminamos _ Ela explicou.

_ Ta! E o que sugere?  

_ Vamos fazer assim. Vamos brigar sempre, assim eles verão que tem coisa errada no nosso casamento e entenderão melhor a nossa separação.

_ Hum! _ Ele pensou _ Isso não vai ser bom, vivo dizendo que estamos cada dia melhor, que estamos completamente apaixonados...

_ O que? _ Demi o olhou _ Como você mente assim? Quem te deu esse direito?

_ Não me critique. Não podia dizer que você foi embora. Meus pais te adoram, eles iriam me matar se soubessem que nos separamos.

_ Então quer dizer que vão te matar quando descobrirem que terminamos? _ Falou colocando a mão no queixo pensativa _ Se soubesse disso, teria ligado para seus pais no dia em que saí, só para te ver morrendo _ Zoou.

_ Como você é ruim _ Ele falou e ela sorriu _ Por isso não podemos brigar simplesmente.

_ Então o que faremos?

_ Estava pensando aqui. Vamos fazer assim, hoje vamos agir como um casal completamente apaixonado, sem brigas, sem cara feia. Amanhã vamos continuar apaixonados...

_ Não vejo nada diferente _ Ela o interrompeu.

_ Então me deixa terminar _ Ele fez careta pra ela e voltou a olhar pra frente _ Amanhã vamos continuar apaixonados, mas... Vamos começar a brigar. E finalmente no domingo, brigamos o dia todo. O que acha?

_ Ta! Pelo menos conseguiu pensar _ Demi respirou e tampou o nariz _ Deve ser por isso que está cheirando queimado _ Fez careta.

_ Rá! Rá! _ Joe também fez careta fazendo Demi rir.

Demi ligou o som do carro e começou a cantar a música, com a esperança de irritar o Joe, mas como sempre ele começou a cantar com ela, mas desafinado dessa vez, estragando a música.

#

_ CALA A BOCA! _ Demi gritou tampando os ouvidos, sentindo dor de cabeça por ouvir Joe cantar desafinado a viagem toda. Ele parou de cantar e deu gargalhadas, estacionando o carro na casa dos pais. Desligou o som e Demi saiu do carro rapidamente e Joe saiu gargalhando.

_ Bem vindos! _ Denise falou ao avistar Demi e Joe saindo do estacionamento.

_ Olá mamãe _ Joe falou abrindo os braços, mas Denise foi até Demi e a abraçou.

_ Oi querida _ Denise falou meiga.

_ Oi Denise _ Demi a abraçou e se afastou sorrindo por vê-la.

_ Que foi?

_ Joe veio cantando a viagem toda _ Ela falou manhosa.

_ Estou com pena de você _ Denise falou _ E como foi capaz de castigar sua esposa dessa forma querido? _ Perguntou indo até seu filho o abraçando, Joe a abraçou apertado.

_ O amor suporta tudo mamãe _ Ele falou se afastando e olhando para Demi _ Não é mesmo querida?

_ Uhum _ Demi afirmou com a cabeça, com um sorriso forçado, tentando não mostrar a língua pra ele.

_ Agora vamos ver o Paul _ Denise falou abraçando Demi pela cintura _ Ele está morrendo de saudade de vocês, principalmente de você querida, não falamos com você faz muito tempo _ Demi forçou um sorriso e Joe ficou ansioso.

#

_ Olha quem chegou _ Denise falou animada ao avistar seu marido saindo da casa.

_ Olá crianças! _ Paul foi até eles _ Que saudade _ Falou ao abraçar Demi, depois seu filho _ Está um pouco sumida hein _ Comentou e Demi sorriu amarelo.

_ É que...

_ Falta de tempo papai. Já falei _ Joe falou demonstrando tranquilidade, ao contrário do que sentia realmente.

_ Pois é! _ Demi falou.

_ Trabalhando muito? _ Paul perguntou.

_ Então...

_ Cadê os outros? _ Joe interrompeu Demi.

_ Acho que entendi _ Paul falou olhando para Denise _ Algo para conversar depois _ Demi afirmou com a cabeça _ Então vamos entrar que já estão todos lá dentro. E tem uma pessoinha que pergunta por vocês a cada minuto _ Falou colocando os braços no ombro dos dois entrando todos na casa.

_ Isso são horas? _ Nick perguntou entrando na sala com um prato cheio de guloseimas.

_ Oi pra você também _ Joe falou.

_ Você tinha que ser o único a morar há uma hora e meia longe da casa do papai e da mamãe? _ Nick perguntou se sentando no sofá.

_ Oi gente _ Joe falou cumprimentando todos de longe.

_ Oi pessoal _ Demi fez o mesmo timidamente.

_ Oi _ Todos disseram.

_ Tio Joe. Tia Demi _ Alena, filha da Danielle e do Kevin que tem três aninhos, apareceu na sala e correu até eles. Joe abaixou e Alena desviou abraçando as pernas de Demi. Ela sorriu sem graça e se abaixou abraçando-a de volta.

_ Oi florzinha _ Demi falou.

_ Tava com uma saudade grandona _ Alena abriu os braços esticando o máximo que conseguia para mostrar que era enorme, fazendo Demi rir.

_ Eu também estou aqui _ Joe falou e Alena riu, abraçou-o bem apertado _ Também ta com saudade grandona de mim? _ Perguntou infantil e a pequena afirmou com a cabeça.

_ Mas eu queria falar com a tia Demi, já que toda vez que a mamãe e o papai liga pra vocês, ela não pode falar comigo _ Alena falou.

_ Eu te perdoo _ Joe falou beijando sua bochecha. Demi sorriu _ A culpa é sua _ Joe falou pra Demi.

_ É sempre minha não é? _ Demi se levantou e Alena abraçou suas pernas novamente.

_ Não é não _ Alena falou. Joe se levantou e trocou um olhar hostil com Demi.

_ Bigada florzinha _ Demi abaixou e beijou o rosto da pequena voltando a se levantar.

_ Se quiser comer, tem bastante coisa na cozinha _ Nick falou se levantando.

_ Aproveita antes que ele coma tudo _ Kevin falou. Nick fez careta, mas foi até uma garota que Demi e Joe não conheciam.

_ Agora posso apresentar pra vocês _ Nick falou abraçando a garota pela cintura _ Essa é Selena, minha namorada _ Nick apresentou a garota que sorriu timidamente.

_ Olá _ Joe foi até ela e cumprimentou com um beijo no rosto e Demi fez o mesmo _ Você é mais bonita que a do ano passado _ Joe comentou e todos olharam pra ele sem acreditar que ele fez a mesma piada que faz todos os anos _ Nick trás uma nova namorada todo ano, o ano anterior foi uma garota chamada Miley, do cabelo loiro cortado como um moicano que gostava de usar blusas curtas. Foi à namorada mais complicada que ele já teve.

_ Não liga pra ele _ Nick falou.

_ Não dá atenção pra ele _ Demi falou pra Selena _ Mas concordo com ele _ Demi falou baixinho piscando pra ela.

_ Comer? _ Nick perguntou _ Porque eu vou _ Nick foi pra cozinha. Joe saiu atrás dele, mas lembrou de que esse feriado era casado e não poderia deixá-la fora dos seus planos.

_ Vamos querida _ Joe se virou e chamou Demi com um sorriso falso e Demi retribuiu da mesma forma.

_ Claro querido _ Demi o seguiu.

#

_ Come mais um pouco _ Joe tentou colocar mais um pedaço de bolo na boca de Demi que estava odiando aquela situação, mas aceitava sempre. Todos estavam na cozinha com eles conversando, e Demi não aguentava mais Joe colocando comida em sua boca, ela estava se sentindo cheia e ele fazia de propósito.

_ Obrigada querido _ Demi falou ao engolir com dificuldade.

_ Que pena que seus pais não puderam vir Demi _ Denise falou.

_ Pois é! _ Demi falou e olhou pro Joe _ É que... _ Voltou a olhar para os outros _ Eles combinaram essa viagem só para os dois já faz um tempo, estão no Brasil há duas semanas e vão ficar lá mais duas. Pediram desculpas por não poder vir, mas mandou abraço para todos e disse que na próxima estarão aqui.

_ Tudo bem. Espero que estejam gostando da viagem _ Denise falou _ Mas onde eles estão?

_ Salvador. Minha mãe ama praia e queria muito conhecer o país.

_ Nós também queremos _ Paul comentou _ Quem sabe combinamos a próxima viagem com seus pais _ Sorriu.

_ Porque não _ Demi forçou um sorriso.

_ Quero ir pra piscina _ Alena interrompeu se sentindo entediada fazendo Demi se sentir melhor, não queria ficar falando de sua vida, pois a qualquer momento ela poderia deixar escapar que ela e Joe se separaram.

_ Eu não quero entrar na piscina _ Danielle falou cansada olhando pro Kevin.

_ Eu? _ Kevin perguntou _ Também não estou muito afim não _ Falou cansado também. Nick suspirou.

_ Eu vou pra piscina com você gatinha _ Nick falou e tomou um gole do seu refrigerante. Todos se entreolharam, inclusive Selena que não pareceu animada para ir para a piscina no momento.

_ Então vamos vestir o biquíni _ Danielle falou animada se levantando.

_ Vamos _ Alena falou animada e correu, fazendo Danielle ir atrás dela rapidamente.

_ Podíamos todos ir para a piscina _ Denise falou _ Se não a qualquer momento Joe fará Demi explodir _ Joe parou com outro pedaço de bolo no meio do caminho.

_ Ótima ideia _ Demi falou levantando.

_ Então vamos _ Nick falou levantando também.

_ Como lá fora o sol está mais quente vamos vestir roupa de banho, para quando quiser entrar na piscina e para ficar mais a vontade _ Kevin falou.

_ Ótimo filho _ Paul falou _ Vamos! _ Estendeu a mão para a esposa que sorriu e segurou sua mão e saíram da cozinha.

_ Acho que temos muito a aprender com eles _ Kevin falou e olhou pro Joe que levantara e levava o bolo até a boca de Demi.

_ Só mais esse, querida _ Joe falou.

_ Sabe o que você faz com esse bolo _ Demi falou alterando a voz. Olhou ao redor vendo Nick, Kevin e Selena com as sobrancelhas levantadas esperando o que ela diria _ Divide ele comigo _ Demi falou meiga, abrindo um sorriso. Joe levantou uma sobrancelha.

Para provocar Demi, Joe colocou a metade do bolo na boca para que ela pegasse a outra. Ela não acreditou que ele fosse capaz de fazer aquilo, era obvio que seus lábios se tocariam se o fizesse e não estava preparada para beijar seu ex-marido depois de tanto tempo. Ela olhou ao redor vendo os três os olhando. Demi sorriu e se aproximou dele.

_ Vão pro quarto _ Nick falou abraçando Selena _ Para com essa melação _ Nick fez careta _ Isso vai descontrolar minha diabete _ Falou levando Selena para fora da cozinha.

_ Tchau pra vocês _ Kevin falou os deixando a sós. Demi estava prestes a tocar o bolo, mas parou para olhar ao redor e viu que estavam sós, sorriu se afastando e empurrou o bolo para que Joe comesse tudo sozinho. Ele tossiu engasgando.

_ E para de bancar o espertinho _ Demi falou saindo da cozinha.

_ Crianças, o quarto de vocês é o mesmo de sempre _ Paul apareceu na sala, Demi se virou e viu Joe que afirmou com a cabeça. Demi fez careta.

_ Me espera lá em cima, querida _ Joe falou e Demi bufou, subindo as escadas com passos firmes.

#

_ Aqui suas malas _ Joe jogou as malas da Demi no chão ao entrar no quarto. Demi levantou da cama emburrada, pegou uma mala e arrastou para o banheiro.

_ Não acredito que vamos dividir o mesmo quarto _ Ela falou do banheiro.

_ Somos casados, não podemos dormir em quarto diferentes.

_ Isso não estava no acordo.

_ Claro que estava. Um casal apaixonado dorme junto. Simples assim _ Ele falou e depois de um tempo quebrou o silêncio que ficou _ Não acredito que mentiu para meus pais sobre os seus _ Falou vestindo a bermuda por cima da sunga.

_ Quem disse que menti? _ Ela saiu do banheiro ajeitando a tanga. Joe parou observando o corpo de sua esposa, estava mais bela que quando eram casados e Demi pensou o mesmo do corpo malhado dele _ Meus pais estão no Brasil há duas semanas e voltarão daqui a duas semanas. Só não contei aos seus pais que meus pais não vieram porque estamos separados _ ela falou indo para a porta, sentindo um calor surgir.

_ Que bom _ Joe falou engolindo seco _ Piscina? Ta um calor absurdo _ Falou passando por Demi que concordou.

#

_ Essa comida ficou incrível _ Paul comentou colocando mais um pouco no prato.

_ O tempero está maravilhoso _ Kevin comentou colocando o garfo na boca.

_ Nunca ouvi tantos elogios como hoje _ Danielle reclamou.

_ E você Nick, não vai elogiar também? _ Denise perguntou.

_ Desculpa, estou com a boca cheia _ Nick falou de boca cheia.

_ Parabéns Selena. Vejo que agradou todos os homens da família _ Demi falou.

_ Eu também gostei muito _ Alena falou de boca cheia também.

_ Confesso que ficou maravilhoso _ Denise falou sorrindo pra Selena.

_ Vocês me ajudaram _ Selena falou tímida abaixando a cabeça, mas dava pra ver que estava vermelha de vergonha. Realmente Demi, Dani e Denise ajudaram, mas Selena as guiou.

_ Hum! _ Joe falou _ Já pode casar _ Joe brincou e Nick engasgou, começou a tossir fazendo todos rirem _ Quer água irmão? _ Ofereceu um copo d’água e Nick bebeu olhando feio pra ele. Terminaram o almoço, fazendo brincadeiras sempre que aparecia uma oportunidade.

_ Irmão _ Nick falou _ Você adora brincar, então lá vai uma bem legal pra você _ Joe levantou uma sobrancelha esperando _ As vasilhas hoje são toda sua _ Nick se levantou pegando todos os pratos e talheres colocando na pia enquanto Joe o seguia com o olhar.

_ Porque acha que hoje serei eu? _ Joe perguntou.

_ Porque a maioria vence e sexta, sábado e domingo está dividido entre você, Kevin e eu. Você vota em quem Kevin? _ Nick perguntou fazendo cara feia, Kevin deu risada maliciosa.

_ Adoro empate, você sabe _ Kevin falou _ Fazer os outros se envolverem em algo que nem se importam _ Kevin olhou pro Joe que deu seu sorrisinho vitorioso _ Mas... Hoje vai você Joe _ Kevin falou e Nick deu uma gargalhada sendo acompanhado por Demi.

_ Rá! Rá! Querida, você vai me ajudar não vai? _ Joe perguntou manhoso e Demi fechou a cara.

_ Claro que não. Nós vamos descansar agora _ Dani falou _ Ela ajudou no almoço e não vai te ajudar com as louças _ Demi sorriu e Joe fez bico.

_ Seu maridinho. Ajuda vai _ Joe mandou um beijinho.

_ Eu te ajudo Titio _ Alena falou.

_ Você ainda é pequena pra ajudar _ Demi falou _ E eu já vou ajudar ele... E você pode ir brincar com seu tio Nick ta bom.

_ Hum! _ Alena fingiu pensar no assunto _ Ta. Mas depois você vai brincar comigo também.

_ Vou sim _ Demi falou.

#

_ Enxagua direito _ Demi falou encostada na pia de braços cruzados ao lado do Joe.

_ Se não ajuda, pelo menos não atrapalha _ Joe reclamou.

_ Não estou atrapalhando. Você que é muito egoísta, só estou te dando dicas _ Demi falou e Joe sacudiu a mão para molhá-la _ Joe! _ Ela se afastou e ele começou a rir.

_ Querida, entenda que eu sei cuidar muito bem de uma casa _ Ele falou ficando sério _ Não tive outra opção _ Ela suspirou.

_ Acho que você está se dando bem. Eu vou ver a Alena.

_ Está fugindo! _ Joe falou e Demi se encostou novamente cruzando os braços.

_ O que você quer que eu faça? Quer discutir relação agora? Não acha que devíamos guardar essa vontade de brigar um com o outro para o domingo? _ Dessa vez Joe suspirou.

_ Porque acha que eu quero brigar? _ Ele perguntou e ela desencostou da pia colocando as mãos na cintura, encarando-o _ Que foi? _ Ele a imitou, mas tirou as mãos da cintura rapidamente, percebendo que havia molhado a camisa. Riu sozinho, mas percebeu que Demi se esforçava para não mudar a expressão de interrogação.

Joe continuou a lavar as louças e Demi se encostou novamente, cruzando os braços. Depois de um tempo, Joe estava ensaboando os últimos talheres e Demi decidiu sair da cozinha, não queria discutir, mas aquele silêncio a incomodava.

_ Está com medo! _ Joe falou e Demi parou no meio da cozinha, mas desta vez nem se deu ao trabalho de se virar.

_ Vai ficar tentando adivinhar meus sentimentos?

_ Não estou tentando querida, te conheço o suficiente para saber o que sente _ Falou. Eles permaneceram de costas um para o outro.

_ Até parece _ Ela falou dando uma risada, encostando-se à mesa cruzando os braços novamente, olhando para ele que começou a enxaguar os talheres.

_ O que vai fazer agora? _ Ele perguntou.

_ Não te devo satisfações.

_ Como disse. Medo _ Falou pegando um pano e se virando de frente pra ela que bufou.

_ Vou brincar com sua sobrinha.

_ Hum! _ Falou se aproximando devagar _ Está com medo que esse seja seu último final de semana com minha família _ Demi congelou e Joe sorriu com o resultado obtido _ Pode até não se importar comigo, mas não pode suportar não vê-los mais _ Parou bem perto, sentindo o calor que emanava do corpo dela _ E achei que fosse nossa sobrinha.

_ Não vou me afastar deles _ Ela falou colocando as mãos no peito dele para empurrá-lo, mas não coseguiu.

_ Hum! _ Joe colocou o pano de prato em cima da mesa ao lado de Demi _ Só quero colocar o pano _ Se afastou _ Vai curtir minha família! _ Falou piscando e se virando para abrir a geladeira. Demi bufou novamente.

#

_ Demi! _ Dani chamou. Ela olhou para Dani _ Acho que está na hora da Alena sair da piscina.

_ Ah Mamãe! _ Alena falou chateada. Demi riu.

_ Se a mamãe acha que tem que sair. Ta na hora de sair _ Demi falou segurando a Alena, já que estavam em uma parte mais funda. Alena fez bico, mas assentiu com a cabeça.

_ Também acho que já está na hora de você sair da piscina Demi _ Joe falou. Estava deitado, tomando sol.

_ Por quê? _ Demi perguntou com uma sobrancelha levantada.

_ Porque acho que Nick e Kevin precisam de outra distração _ Joe comentou fazendo todos rirem, Kevin e Nick tentaram disfarçar olhando para outra direção, mas todos viram eles olhando para Demi.

_ Vamos sair Alena _ Demi falou saindo da piscina com a pequena. Alena correu até a mãe que a cobriu com a toalha e Demi amarrou sua tanga se sentando ao lado do marido com um sorriso malicioso.

_ Que foi querido, está com ciúmes? _ Demi cochichou em seu ouvido. Ele riu.

_ Até parece querida _ Joe falou se levantando, tirou a bermuda e pulou na piscina. Riu ao ver todos o olhando, piscou para Demi que tirou a tanga deitando para tomar sol atraindo olhares novamente.

#

Como todo feriado de quatro de julho, esse não seria diferente, terminaria em um jantar preparado por Denise e Paul. Todos foram se arrumar enquanto Denise e Paul preparavam o jantar.

Demi tomou banho e quando foi à vez do Joe, se arrumou rapidamente, antes que seu marido ou ex saísse do banheiro.

 _ Até agora _ Joe falou ao sair do banheiro encontrando Demi secando o cabelo com o secador. Ela fingiu não ouvir. Ele pegou suas roupas e voltou para se vestir no banheiro _ Ainda vai passar maquiagem? _ Joe perguntou ao sair.

_ Vou _ Demi falou pegando a maquiagem. Joe nem deu moral e saiu do quarto. Demi respirou fundo, o feriado estava acabando, mas ela tinha que combinar o final de semana também, agora ela se arrependia de ter aceitado isso.

Demi amava a família do Joe, e não queria mentir para eles, mas também não podia chegar e simplesmente dizer que tinha ido embora de casa deixando Joe sozinho. Claro que não foi culpa só dela, ele também tinha sua parcela de culpa, mas agora estando com todas aquelas pessoas, não conseguia encontrar motivos suficientes para justificar ela ter se afastado daquela família.

Quando ia sair do quarto ouviu um celular tocar, se virou e viu o celular do Joe na cama. Eles não eram mais casados, mas mesmo naquela época ela não pegava o celular dele para fiscalizar sua vida, nem por curiosidade. Mas naquele momento a curiosidade a corrompia de tal forma que ela teve que olhar quem era.

Ao se aproximar viu que era uma mensagem, mas não qualquer mensagem, era da sócia do Joe, Ashley. Um dos motivos dela ter saído de casa. Pegou o celular, mas soltou, ela não podia ler mensagens alheias. Mas o celular era de seu marido, certo? E marido e mulher não podem ter segredos.

Demi abriu a porta olhou e não viu ninguém, fechou a porta, respirou fundo, pegou o celular e abriu a mensagem.

“Olá gatinho, já q vc está com sua família esse final de semana e n vamos poder sair, vamos combinar p o próximo sábado de jantar no mesmo lugar e na mesma hora de sempre. Bjo”. Ao ler Demi sentiu uma raiva lhe invadindo, jogou o celular na cama, respirou fundo novamente e saiu do quarto.

#

Joe era acostumado com a demora de Demi, mas agora que não estavam mais juntos, ele não precisava se dar ao trabalho de ficar esperando. Desceu para a sala e ficou conversando com seus irmãos, enquanto seus pais iam se arrumar e Dani e Selena enrolavam também.

Quando Demi finalmente apareceu Joe seguiu o olhar de todos que estavam na sala e encontrou sua esposa vestida uma blusa de seda branca, uma saia alta preta e um salto médio. Estava tão bela que não pode acreditar que não viu tamanha beleza enquanto estavam no quarto. Selena e Danielle estavam belíssimas, mas ele não sabia explicar o porquê Demi era a mais bela.

_ Oi _ Joe falou e Demi não respondeu. Seus pais apareceram e chamou todos para jantar _ Não vai falar com seu marido? _ Ele perguntou baixinho colocando a mão na cintura de Demi a aproximando dele. Ela suspirou e sorriu para as pessoas na sala.

Ao ir para a cozinha Demi tirou a mão de Joe da cintura e fez questão de se sentar do outro lado da mesa, ao invés do lado do marido como os outros casais fizeram.

Todos conversavam normalmente como sempre, mas Joe não escutava nada, só olhava para sua esposa sentada na sua frente. Demi se sentiu incomodada, mas não reclamou, já que o combinado era que no primeiro dia  não teria nenhuma discussão.

#

_ Que foi querida? _ Joe perguntou se jogando na cama. Demi não respondeu, pegou seu baby-doll e foi para o banheiro, ele não estava entendendo o porquê Demi estava agindo daquela forma.

_ Pode sair da cama _ Demi falou saindo do banheiro, Joe riu.

_ Posso saber por quê?

_ Porque temos que dormir no mesmo quarto, mas não na mesma cama _ Ela falou irritada.

_ O que está acontecendo com você? _ Ele se levantou e foi até ela.

_ Nada. Agora arruma sua cama no chão _ Ela falou ajeitando a cama para si.

_ Vai sonhando _ Joe falou ignorando o mau humor dela. Foi para o banheiro escovar os dentes e ao sair encontrou Demi embrulhada na cama tentando ocupar todo espaço, não conseguindo. De propósito, tirou a roupa ficando só de cueca como sempre e deitou na cama, ela reclamou, mas não saiu do lugar.

Depois de um tempo, Demi já não aguentava mais o peso de Joe em cima de si e deitou no canto de costas pra ele. Joe se ajeitou de costas para Demi, puxou o cobertor se embrulhando também, conseguiu ouvi-la resmungar, mas não conseguiu entender o que ela falava.

 
Olá pessoinhas! Aqui vai o primeiro capítulo da mini, espero que gostem e comentem bastante. Mas aviso que ainda estou escrevendo... Mas está quase no final.
Lola

6 comentários:

  1. Ja vi q vou dat altas risadas lendo essa web. Adorei o jeito fos personagens. POSTA LOGO FLOR

    ResponderExcluir
  2. Que fic envolvente, quero mais, posta!!!

    ResponderExcluir
  3. Oh god... Posta logo... Não demora já gostei

    ResponderExcluir
  4. oi, seu pedido de afiliação foi aceito. desculpe a demora. bjs

    ResponderExcluir
  5. Ta escrevendo ainda??
    Que jeito, eu já li essa Fic ai!
    Vc ta fazendo plagio e ainda quer sair como escritora!!

    ResponderExcluir